Descrição

Montamos nas motos e pilotamos pra lá. No caminho passamos por mais um maldito. Léo jogou a moto sobre ele, derrubando-o. A moto deu uma derrapada, mas Léo conseguiu continuar tocando. Nunca tínhamos corrido tanto. Estávamos tão preocupados com o destino que esquecemos do trajeto: era domingo em Belo Horizonte. Domingo em BH é sinônimo de Feira Hippie da Afonso Pena. Tradicional há mais de quatro décadas, o evento acontece todos os domingos. A feira é a maior do gênero em espaço aberto em toda a América Latina e reúne, mais ou menos, três mil expositores para um público de cinquenta mil pessoas. Ou seja, a feira é um banquete para os malditos. Ao nos aproximarmos de lá, desviamos o caminho pela rua dos Guajajaras. Atravessamos o cruzamento a mil. Pelo retrovisor, percebemos o flash de luz do radar. E aquela multa da BHTrans nunca chegou. O centro de BH sempre guardou certa semelhança com filmes de apocalipse zumbi, por seu amontoado de pessoas, mas agora o risco era mais do que uma de minhas divagações...

Características

    • Ano 2018
    • Autor Gustavo de Castro Ferreira
    • ISBN 9788560519385
    • Nº de Páginas 160

Avaliações

5.0
9 avaliações
Produto: Quanto ao ritmo da história achei muito bom, sobretudo porque vemos pessoas treinadas tentando sobreviver, isso ficou evidente quando algum civil tentava fazer algo e morria fácil. A ambientação ficou muito boa, os locais que eu não conhecia pessoalmente foram fáceis de se imaginar. Sobretudo bairros e cidades do entorno de BH. Não ficou nem muito ou pouco descritivo. Já os personagens, sobretudo os secundários, pelo pouco tempo em cena se mostraram pessoas estranhas a mim, mas o clima familiar ficou bem evidenciado nas tentativas de resgates e diálogos. No fim, os plots finais foram sublimes! Parabéns.
Produto: Fantástico. O livro me prendeu, não consegui parar de ler até o final. E quando a gente acha que está no clímax e que nada mais pode nos surpreender, somos surpreendidas. Ler o bhzombie foi uma experiência incrível.
Produto: UAU... sem palavras até agora. Até chorei no final. Emocionante o livro. A gente se vê lá dentro, passando as dificuldades dos personagens. Fiquei até sem dormir. Superrecomento
Leia todos os comentários