Compre junto

A Sociedade Vigiada o medo como instrumento de controle social

A Sociedade Vigiada o medo como instrumento de controle social

+
  • Imagem - Abolicionismos penais- 2 Edição - 9788584256730 

    Abolicionismos penais- 2 Edição

    R$ 59,90 em até 0x de
  • Imagem - A Teoria da cegueira deliberada - 9788584254088 

    A Teoria da cegueira deliberada

    R$ 75,90 em até 0x de
  • Imagem - Crimes Culturalmente Motivados e Violência Sexual Contra a Mulher - 2ª Edição - 9788584258628 

    Crimes Culturalmente Motivados e Violência Se...

    R$ 129,90 em até 2x de R$ 64,95
  • Imagem - O avesso do Estado - 9788584259304 

    O avesso do Estado

    R$ 67,90 em até 0x de
  • Imagem - Democracia, mídia e o processo penal do espetáculo: Juízes de redes sociais, Sociedade do Medo e o Retorno dos Justiceiros - 9788584259540 

    Democracia, mídia e o processo penal do espet...

    R$ 115,90 em até 2x de R$ 57,95
  • Imagem - Filosofia do direito penal: quatro vozes para uma introdução - 9786550590161 

    Filosofia do direito penal: quatro vozes para...

    R$ 59,90 em até 0x de
  • Imagem - Criminologia: teorias clássica, moderna e contemporânea - 9788584259885 

    Criminologia: teorias clássica, moderna e con...

    R$ 49,90 em até 0x de
  • Imagem - Convívio e Sobrevivência: Coproduzindo a Ordem Prisional Brasileira - 9786580444717 

    Convívio e Sobrevivência: Coproduzindo a Orde...

    R$ 99,90 em até 0x de
  • Imagem - Populismo penal: comunicação, manipulação política e democracia - 9786555890099 

    Populismo penal: comunicação, manipulação pol...

    R$ 113,90 em até 2x de R$ 56,95
  • Imagem - O direito produto da notícia: a morte estampada nos jornais - 9786550590208 

    O direito produto da notícia: a morte estampa...

    R$ 61,90 em até 0x de
Comprando 1 item por
R$ 53,90
em até 1x de R$ 53,90

Descrição

Os ricos temem os pobres, os pobres temem a polícia, a classe média teme o crime, os fracos temem os fortes, os
professores temem os estudantes, os doentes temem a morte. O medo, assim, proporciona meios para que cada um crie sua própria prisão, acomodando-se ao “cárcere” muitas vezes como o refúgio de uma improvável segurança. Dessa forma, então, há que se considerar a naturalidade do medo, admitir que ele é um componente intrínseco e jamais desvinculado da experiência humana, mesmo que se façam esforços para superá-lo. Subsiste como componente de um sistema ligado aos instintos, indissociável até de um modelo de gatilho deflagrador de sistemas de defesa incontestavelmente importantes, também, para a sobrevivência do indivíduo em contextos de extrema adversidade.

Características

    • Ano 2017
    • Autor Cláudio Réche Iennaco
    • Editora Editora D'Plácido
    • ISBN 9788584254477
    • Nº de Páginas 124

Avaliações

4.0
1 avaliações
Produto: Recomendaria para compreensão lato sensu do excesso de punitivismo judicial no qual tem o medo como impulsionador por conta de midia sensacionalista Atendimento: Sempre fui bem atendida. Sou fã da editora e já tenho mais desejos anotados. Ganharei presente de natal? Meu aniversário é 23/12!
Leia todos os comentários