Descrição

Trata-se de pesquisa transversal, passada a fio de espada analítica, com o concurso de saberes sociológicos, filosóficos, históricos e literários, que iluminam a percepção culta do Direito. É uma multibiografia institucional, que submete a tradição sofística, por meio do deslinde de estudos de casos, a uma autêntica exposição de vísceras, em demonstração de como os gêmeos siameses univitelinos – a Política e o Direito – caminham juntos na Corte, ora em confirmação, ora em detrimento da Constituição. Evidencia-se no estudo doutoral de Thiago Aguiar de Pádua, nascido para se tornar uma referência necessária na literatura jurídica brasileira relativa ao Supremo Tribunal Federal, um processo orgânico, endógeno e exógeno, em que, talvez mais do que um partido político, ali convivam onze partidos políticos, todos Supremos, quando supremo, de maneira legitima e maiúscula, é o povo-político por nascer na terra do pau-de-tinta, que a si mesma exporta, no açúcar, no minério, no café, na borracha e na soja. Thiago Aguiar de Pádua, com a coragem cívica dos verdadeiros pensadores, na tradição de Capistrano de Abreu, coloca a sua capacidade crítica de refletir a serviço do Brasil futuro, no qual a democracia seja mais do que a planta tenra, da expressão de João Mangabeira, reescrito pela releitura da devolução de poderes ao gerador de poder, que o povo é o rei encantado/no touro que ele inventou, como cantou sabiamente o poeta Ferreira Gullar.

Características

    • Ano 2021
    • Autor Thiago Aguiar de Pádua
    • Editora Editora D'Plácido
    • ISBN 9786555891232
    • Nº de Páginas 408

Avaliações

0.0
0 avaliações
UsuárioFaça um comentário sobre este produto.